Gerenciar bem o seu circuito cicloturístico

(3)

Um circuito cicloturístico acontece em etapas que vão de 60 kms a 180 kms ou pouco mais. Isso quer dizer que pedalamos durante várias horas. Seja qual for o objetivo da performance, a hidratação e a nutrição têm um lugar importante para se conseguir chegar ao fim da etapa. 

1 – Eu me hidrato de forma eficaz

É preciso hidratar-se regularmente (10 – 15 min) em pequenas quantidades (1 a 2 goles). É preciso compensar a água perdida pelo suor para que sejam evitados os riscos de desidratação. Prever, no mínimo, 0,5 litro por hora de esforço.

2 – Eu forneço energia regularmente

Para funcionar, os músculos precisam de energia sob a forma de glicose ou então suas reservas ficam limitadas. É preciso, então, lhes fornecer glicídios durante a atividade.

Os glicídios poderão ser consumidos de forma líquida e/ou sólida, de acordo com a preferência de cada ciclista e com a sua estratégia para o desenrolar de cada etapa.

Como fazer?

As bebidas energéticas oferecem uma vantagem dupla, ou seja, hidratar e fornecer glicídios. É preciso prever, no mínimo, 1 recipiente por hora de esforço.

Os géis energéticos oferecem a vantagem de ser concentrados (2 géis oferecem tanto açúcar como uma garrafa de bebida isotônica). É preciso prever 2 géis por hora de esforço. Os géis devem ser consumidos com água.

Os géis podem estar associados à bebida energética no caso de cansaço ou na previsão de uma dificuldade vindoura.

As barras energéticas possuem a vantagem de acalmar a sensação de fome. Entretanto, a mastigação pode ser problemática para alguns atletas.

3 – Eu ofereço sódio

A transpiração permite regular a temperatura do corpo mas ela promove a perda de minerais e principalmente do sódio. Este mineral participa do equilíbrio hídrico do organismo.

Como fazer?

As bebidas isotônicas foram estudadas para responder às necessidades de sódio dos atletas.

4 – Eu preparo a minha própria estratégia

O esforço pode vir acompanhado de transtornos digestivos. Estes problemas são diretamente ligados ao exercício e são acentuados pela desidratação. Eles podem ser provocados pela alimentação, daí o interesse de testar sempre todos os produtos utilizados durante os treinamentos para não ter surpresas do dia D.

5 – Eu reconheço os sinais de uma desidratação

Uma desidratação é sentida por:

  • uma sensação de sede,
  • a elevação da frequência cardíaca,
  • uma queda da pressão arterial
  • uma queda no desempenho.

Uma desidratação moderada será sentida por sensações de cansaço, de sede e de desânimo.

Uma desidratação grave, será sentida por uma sensação de muita sede durante o esforço, pernas pesadas, falta de fôlego, dores musculares e nos tendões. Ela provoca uma alteração do estado geral podendo ser necessária uma consulta médica urgente.

Como preconizamos, hidratar-se é muito importante. Mas como escolher a sua bebida de esforço ? Como distinguir a diferença entre as bebidas energéticas e as bebidas energéticas ? Todas as respostas em nossos conselhos.

Marie Fauchille
Nutricionista
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Vote
Conselhos
les-risques-de-la-deshydratation

A água representa 60 % do peso de um ser humano e é o principal componente do organismo.Uma desidratação pode, então, ter graves consequências sobre o corpo pois a água participa de inúmeras reações químicas para que nosso organismo funcione corretamente. Toda atividade física produz calor que precisa ser eliminado e, para isso, precisamos transpirar, o que provoca o risco de desidratação.

(10)
Conselhos
Les boissons énergétiques

Esta bebida tem como objetivo compensar a perda de água, carboidratos e minerais devido ao estresse. A sua composição é adaptada para as necessidades nutricionais dos atletas durante a atividade física.

(6)
VOLTAR PARA O TOPO